Blog

Siga-nos

Ultimos posts

20/08/2019
|

Tempo quente: tosquiar ou não tosquiar, eis a questão!

Vem aí o Verão e com ele o calor. Olhe para o seu cão, coitado com aquele casaco…. Ficaria muito mais fresco sem ele, certo? Errado!

Muito erradamente a maioria dos donos tende a procurar um tosquiador para refrescar o seu cão neste época do ano, mas de facto o que acontece é que é apenas uma ilusão. O dono pensa que seria como se estivesse de casaco em pleno tempo quente, mas nos cães não funciona bem assim. Ora vejamos alguns factos:

#1 Os cães não transpiram!
A pele dos cães tem efectivamente na sua composição glândulas sudoríparas,mas estas são apócrinas (ou seja, sem secreção) na pele com pêlos. Apenas na pele dura das almofadinhas plantares e do nariz ele suam. Por isso não acontece como em nós, que nos sentimos mais confortáveis se tirarmos roupa quando transpiramos.
Mantenha a zona interior das patas sem pêlos e ajudará a manter o seu cão mais fresco.

#2 A pele tosquiada tem menos resistência ao calor!
Tal como a imagem ilustra, quando tosquiamos o cão, a zona com menos pêlo tem tendência a ficar mais quente. Isto acontece porque o pêlo, quando escovado e livre de nós, tem um efeito de isolante térmico, pela camada de ar que fica entre a pele e o topo do pêlo. Quando tosquiado, na exposição ao sol ou apenas ao ar quente, o cão tem mais dificuldade em regular a sua temperatura.

#3 Algumas raças ficam com sequelas!
Existem muitos tipos de pelagens, alguns específicos de algumas raças. E normalmente são as que temos ‘’mais pena’’ que são exactamente as que não devemos tosquiar. Em qualquer cão, rapar com frequência pode trazer consequências para a textura da pelagem (ou mesmo em pessoas, se rapar o seu cabelo a vida inteira, não vai esperar conseguir fazer uma permanente de um dia para o outro, certo?), mas nas raças nórdicas, primitivas e do tipo spitz, é onde vemos maiores sequelas, pois a sua textura particular e pele que não é preparada para os elementos exteriores podem sofrer de alopécia por algum tempo e fazer uma termorregulação ineficaz.

No final, a decisão de tosquiar ou não o seu cão é sua, mas tome uma decisão informada, e não dê o calor com desculpa. Procure um profissional formado que lhe possa explicar qual a manutenção mais correcta para o tipo de pêlo que o seu cão tem, seja de raça ou não!

Top